LaFarfa: a moda plus size japonesa

No meu último post usei uma foto da Naomi Watanabe como foto-destaque. Naomi é um ícone da moda plus size no Japão e está por trás da revista LaFarfa e também da marca de roupas Punyus, que produz roupas de tamanhos plus (e todos os outros tamanhos também!). Naomi ficou previamente conhecida como “Japanese Beyoncé” e depois disso apareceu em muitos canais de TV japoneses por causa do seu humor único.

Naomi Watanabe na capa de LaFarfa

Naomi Watanabe na capa de LaFarfa (9 de setembro de 2014)

LaFarfa é uma revista japonesa que aborda uma linguagem única sobre o mundo plus size para garotas sentirem-se bem convivendo num mundo cheio de preconceito. A revista tenta mudar a forma com que os japoneses pensam a respeito das gordinhas, adotando uma maneira positiva de descrever este público, para que a gordofobia seja colocada em questão através da internet.

De alguns anos pra cá, as asiáticas tem sentido a pressão para seguirem um estereótipo ultra magro. No Japão em específico, apesar do aumento significativo de redes de fast-food americanos, existe a pressão ainda maior para que as mulheres sejam magras. Até um aplicativo (Hey, Fattie) foi criado para incentivar a perda de peso, como algo para te deixar envergonhado por ser gordinho. O aplicativo mostra meninas caracterizadas por animes praticamente gritando frases sobre gordos para que as mulheres sintam vergonha se for comer tal coisa.

“Marshmallow Girl” foi o termo que ganhou popularidade entre os japoneses, embora haja muita controvérsia entre os comentários, como “chamem-nas de Michelin” ou “Sumo Girls”. Apesar disso, o termo ajudou (e muito) na aceitação das meninas com relação às roupas: elas não usam apenas roupas projetadas para gordinhas, mas o que está na moda em geral. Basicamente roupas extremamente legais destinadas à este público sem ser apenas aquele tipo de saias longas, que cubram todo o corpo.


A editora-chefe da revista, Harumi Kon, disse que a revista não existe para promover a perda de peso de ninguém, que ninguém é mais bonito ou feio por causa do seu peso. LaFarfa existe para mostrar que nenhuma garota deve ser definida por causa do tamanho das roupas que ela veste.

A LaFarfa com a smiLeLand realizaram em 2013 o primeiro desfile plus size no Japão.

Comentários