Brinque de boneca

Estávamos procurando uma nova série para assistir na Netflix. Escolhemos RuPaul’s Drag Race, queríamos rir um pouco, sair das séries de ação e quadrinhos.

Começamos pela última temporada do programa mesmo. Estávamos adorando tudo. É divertido demais, a gente se identifica, imita os bordões, morre de rir com a risada do Ru. Tudo flui risonhamente.

Em um dos últimos episódios, a rainha Adore Delano diz algo mais ou menos como: Meu pai me disse aos 7 anos que tinha vergonha de mim, porque eu era muito afeminado, queria brincar de boneca.

Então ele solta: “Eu brinco de boneca com nosso filho se ele quiser.” Então as lágrimas vieram e eu só pude agradecer, abraçar e beijar aquele cara sensacional.

abraço

Mas porque escrever isso? Porque não guardar esse momento só pra mim?

Porque, minhas amigas, quanto mais vemos ações espontâneas como essa, mais nos surpreendemos. Me sinto bem triste em pensar que comemoramos gentileza, quando gentileza deveria ser pré-requisito para ser ser humano.

De toda forma, me aquece o coração saber que tenho esse cara ao meu lado, dividindo a vida. E assim como ele, pessoas que tem a mesma visão que eu sobre o próximo. Que amor deve ser compartilhado e as diferenças fazem a gente crescer e sermos pessoas melhores.

Brinquem de boneca com seus filhos.

 

Comentários